Laboratório de Espectrometria Gama e Radioatividade Ambiental

     O laboratório de espectrometria gama foi criado em 1972, logo após a inauguração do Laboratório de Física Nuclear Aplicada. Sua criação contou com a orientação e participação do doutor Daniel Nordemann que esteve aqui por quatro anos como professor visitante do programa PNUD-UNESCO-UFBa. Com recursos desse programa, adquiriu-se um espectrômetro gama de 1.024 canais da HP com detector de cintilação de INa(Tl) e impressora teletipo. Com recursos da então SUDENE, construiu-se um castelo de chumbo para nele instalar o detector e, assim, reduzir o ruído de fundo da contagem gama. O laboratório foi posteriormente ampliado com a aquisição de um espectrômetro gama de 4.096 canais da HP com recursos do programa MEC-BID. Em 1983, o antigo sistema foi substituído por um novo espectrômetro gama da ORTEC com de 8.096 canais e quatro segmentos com 1.024 canais cada, com recursos do PADCT. Em nosso laboratório, dois desses segmentos são utilizados para espectrometria gama e dois para espectrometria alfa. Em 1998, o laboratório foi ampliado com a aquisição de um espectrômetro gama da ORTEC com detector de germânio hiper puro tipo poço e 8.096 canais, adquirido com recursos do CADCT-BA. Recentemente, substituímos as eletrônicas dos dois espectrômetros com detectores de INa(Tl), do espectrômetro com detector de germânio e dos dois espectrômetros alfa com recursos do projeto GEOTERM-NE (PROMOB-CENPES-CPGG).Além o envolvimento com a pós-graduação em geofísica, este laboratório faz, gratuitamente,  análises de taxa de sedimentação pelo método do Chumbo-210, utilizando o espectrômetro com detector de germânio de alta pureza, em colaboração, para trabalhos de conclusão de curso, de mestrado e de doutorado nas áreas de geologia, geoquímica e oceanografia.
Coordenador: Alexandre Barreto Costa
Ramal: 6691
E-mail: abc@ufba.br